Each one, Teach one – Origem da Frase

Each one teach one (inglês“Cada um ensina um”) é um provérbio dos negros estadunidenses.

A expressão originou-se nos Estados Unidos durante o período de escravidão naquele país, quando o ensino, até mesmo a simples alfabetização, era negado aos africanos. Muitos, se não a maioria das pessoas escravizadas, eram mantidas num estado de ignorância sobre qualquer coisa além de suas circunstâncias imediatas, que estavam sob o controle de proprietários, legisladores e autoridades. Quando uma pessoa escravizada aprendia a ler, tornava-se seu dever ensinar a outra pessoa, gerando a frase “Cada um ensina um”.

Muitos dos presos políticos na ilha Robben, na África do Sul, mantidos durante o apartheid (1948-1991) eram analfabetos. Suas cartas eram altamente censuradas e materiais de leitura limitados. Os presos usaram o termo “cada um ensina um” como um grito de guerra para garantir que todos no movimento fossem educados.

A frase também foi adotada pela Delancey Street Foundation, uma organização sem fins lucrativos sediada em São Francisco que fornece serviços de reabilitação residencial e treinamento vocacional para pessoas com histórico de uso abusivo de drogas ou condenações criminais. A organização incorpora o princípio “cada um, ensine um”, fazendo com que cada cliente atue como um mentor para sucessivos clientes em assuntos acadêmicos e negócios que variam de alvenaria a bufê.[2]

Com a palavra Othon Moraes

Fico feliz que você tenha lido até aqui e sendo assim, apenas explico que a frase Each one, teach representa aquilo que eu acredito. Cabe a cada um de nós, ao aprendermos algo, saber que esse conhecimento deve ser transmitido.

Conhecimento deve ser repartido, espalhado, compartilhado, pois assim aquele que aprende evolui e aquele que ensina, ah meu caros, aquele que ensina se torna imortal!

Othon Moraes